segunda-feira, 24 de julho de 2017

Mais uma receita... mais um risoto...

Pois é... Mais uma receitinha de risoto! Fazer o quê se ele combina tão bem com este friozinho?

A receita de hoje usa a base do risotto bianco e só finaliza com os ingredientes que vão dar sabor ao risoto. Super prático! Foi assim que fiz no último final de semana para receber uns amigos queridos.

No cardápio do dia era possível escolher entre dois sabores de risoto. Aliás, todas as receitas do cardápio do dia você pode encontrar aqui no blog:
Camembert ao forno de entrada,  risoto ao pesto com tomates assados ou risoto de cogumelos e crudités (mini legumes) como prato principal e goiaba frita de sobremesa.

Para o risoto de cogumelos e crudités, siga os passos abaixo. A apresentação não fica linda?


Risoto de Cogumelos e Crudités

Fatie cogumelos Paris (uma bandeja para cada 2 pessoas) e refogue até dourar na manteiga com um pouco de azeite, alho picado finamente, sal e pimenta-do-reino a gosto. Reserve.

Inicie o preparo do risoto conforme receita logo abaixo. Coloque os legumes para cozinhar no caldo do próprio risoto e acompanhe o seu cozimento que é bem rápido. Retire os mini-legumes quando estiverem ainda firmes e não muito cozidos.

Após finalizar o risoto, sirva imediatamente e coloque por cima os cogumelos e os legumes.
Bom apetite!!!


Risotto Bianco (do Jaime Oliver)

INGREDIENTES

1,1 litro de caldo de legumes
2 colheres de óleo de oliva
1 pedaço de manteiga
1 cebola grande descascada e picada finamente
2 dentes de alho descascados e picados finamente
400g de arroz arbóreo
2 taças de vinho branco seco
sal e pimenta do reino
70 g de manteiga
120g de queijo parmessão ralado na hora

Etapa 1 – Esquente o caldo. Em uma panela separada, aqueça o óleo de oliva e a manteiga. Adicione a cebola e o alho e cozinhe bem lentamente por cerca de 15 min, sem dourar. Isso é chamado de soffrito. Quando estiverem tenros, acrescente o arroz e aumente o fogo.

Etapa 2 – O arroz começará a fritar levemente, portanto continue a mexer. Após 1 minuto. ele ficara um pouco translúcido. Adicione o vinho, sem parar de mexer – o aroma é fantástico! Qualquer sabor forte do álcool irá evaporar e deixar o arroz com uma essência deliciosa.

Etapa 3 – Quando o vinho for absorvido pelo arroz, acrescente a primeira concha de caldo quente e 1 boa pitada de sal. Abaixe o fogo para que a parte externa do arroz não cozinhe muito rapidamente. Continue adicionando conchas de caldo – misture e massageie o amido cremoso do arroz, esperando que cada concha seja absorvida antes de despejar a próxima. Isso levará uns 15 min. Experimente para checar se o arroz está cozido. Se não estiver, continue a acrescentar caldo até que fique tenro, mas com uma leve consistência. Não se esqueça de ajustar o tempero cuidadosamente. Se o caldo acabar antes de o arroz cozinhar, ponha um pouco de água fervente.

Etapa 4 – Retire a panela do fogo e adicione a manteiga e o parmessão. Misture bem. Tampe a panela e deixe descansar por 2 min. Esta é a parte mais importante do preparo de um risoto, já que é quando ele ficará incrivelmente cremoso como deve ser. Coma o mais rápido possível, enquanto ele conservar a sua linda textura.

Rendimento: 4 a 6 pessoas






2 comentários: